31 de janeiro de 2011

Janeiro 2011

Já que estou numa de mudar algumas coisas no blog que começou com o visual, ainda em finais do ano, passando pela inauguração de uma rubrica que está a revelar-se interessante pelos contactos e ideias que se vão trocando, pelo quase fenómeno (sim, estou um pouco inchada de orgulho :P ) que foi o post sobre a minha história com os livros e que originou posts semelhantes, e muito agradáveis de ler, de outras pessoas com quem tenho o prazer de conviver na blogosfera, resolvi também mudar o post mensal. Este costumava enunciar as aquisiçõs e empréstimos, e passa agora a ser também de balanço de leituras, antes feito de forma semestral.

Posto isto, parece-me que comecei bem o ano. Para começar, li um dos mais belos livros dos últimos tempos. Queixava-me em como não era arrebatada e este felizmente fê-lo, tendo a autora tornado-se numa das minhas favoritas, ainda que só tenha lido este livro da sua autoria. Falo, claro, de O Segredo da Casa de Riverton da Kate Morton. Só o posso aconselhar e não me canso de o fazer. Também não posso deixar de aconselhar a antologia de contos de Natal portugueses, editado pelo Vasco Graça Moura, que constituiu uma enorme surpresa e deu ainda mais força ao meu desejo de ler mais autores portugueses. Falta mesmo é pegar nos livros e não é que sejam escassos cá por casa mas parece que há sempre outros que se metem à frente... :P

Pela negativa destacou-se P.S. - Eu Amo-te, o primeiro livro, e espero que o último, deixado a meio este ano. Resolvi este ano que vou deixar de ler os livros que não me estiverem a agradar, por uma qualquer razão. Não quer dizer que não lhes venha a pegar mais tarde quando a premissa até é interessante, como no caso deste livro, mas se naquele momento não me está a agarrar e sinto que não consigo avançar ou que prefiro passar à frente e pegar noutro, é isso que vou fazer. Como dizem por aí há tantos livros e tão pouco tempo para os ler, que não vale a pena estar a forçar a leitura de um livro, quando ele até pode querer ser lido noutra altura. Sim, acredito que há alturas e estados de espíritos que aconselham a leitura ou a não leitura de determinados temas, o mais difícil, por vezes, é entender qual é a ideal e ouvir o livro chamar por nós. :)

Aproveito para deixar também a foto da pilha de livros por ler que se encontra em cima da mesa de cabeceira. Não é muito diferente da que mostrei em Agosto do ano passado (embora esta agora esteja ordenada pelo tamanho, já que uma vez ia caindo), muito por culpa de empréstimos. Vamos a ver se no mês de Fevereiro a consigo diminuir.
Por fim as aquisições e empréstimos, mas ainda antes de passar aos livros tenho de dizer que... tenho um Kindle! Foi uma prenda de Natal atrasada do meu irmão (que por muito mal que diga dele não deixa de ser o melhor irmão do mundo, e não, não digo isto por ele ter me oferecido o Kindle, é simplesmente a verdade, por muito chato que ele seja é a minha melga preferida *abraça o irmão até os olhos lhe saírem das órbitas*) a que planeio dar uso, sobretudo para ler os vários clássicos disponíveis gratuitamente no site do Projecto Gutenberg. Mas volto a falar neste aparelho assim que tiver tido a possibilidade de o experimentar melhor, já que o recebi a semana passada e as oportunidades para o explorar têm sido escassas.

Aquisições através do BookMooch:
  • Beguiled de Shannon Drake
  • The Untamed Heiress de Julia Justiss
  • Millie's Fling de Jill Mansell

Empréstimos pelas BLX:
  • O Segredo da Casa de Riverton de Kate Morton (crítica aqui)
  • P.S. - Eu Amo-te de Cecelia Ahern (crítica aqui)
  • O Décimo Terceiro Conto de Diane Setterfield (estou a acabar de lê-lo)

3 comentários:

Iceman disse...

Eu, como já tenho referido por diversas vezes, há muito que deixei de forçar leituras. Não lhes retiro qualquer mérito, mas quando chega à pág. 100, +/-, e o livro não me está a agradar, fecho-o e parto para outro.

WhiteLady3 disse...

Vou começar a fazer o mesmo, pela pág. 100 ou a história nos está a agarrar ou não. Se não, é colocá-lo de lado e partir para outro.

Olinda Gil disse...

também sou da opinião que a leitura não deve ser obrigada e enfadonha. Se não se gosta parte-se para outra!

Parabéns pelo kindle... e que linda pilha de livros. Eu tenho uma parecida...

Olinda Gil
http://insomnia.blogs.sapo.pt

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...