15 de fevereiro de 2012

Quando não estou a ler (2)

Não sou muito dada a este tipo de coisas, mas nas últimas semanas tenho andado entretida com um video jogo. O gamer cá de casa é o meu irmão, corridas de carros, jogos de futebol, assaltar velhinhas, atropelar peões e matar tudo o que mexe é com ele. Eu sempre fui mais Tetris, Bejewelled e semelhantes, Farmville (é verdade -_-" também joguei aqueles jogos no Facebook mas já não estou interessada, muito obrigada) e os chamados point and click! Estes então são, muito provavelmente a minha perdição. Basicamente, costumam ser jogos de aventura e têm um cursor que nos permite não só explorar o setting como falar com as outras personagens com as quais aquela que nós seguimos se cruza, por modo a resolver puzzles ou missões, por assim dizer, de modo a avançar no jogo.

Comecei por jogar este tipo de jogos com a série "Broken Sword", também tenho "Syberia" (steampunk!) mas o mais giro de todos os que joguei (e não foram muitos :/ ) é a série "Monkey Island".

O primeiro contacto com esta série deu-se com o terceiro jogo, "Curse of Monkey Island", e fiquei rendida à história e ao humor. :D A personagem Guybrush Threepwood é de partir o côco a rir e os diálogos são engraçados. Este jogo tinha-me sido emprestado, tal como o quarto, "Escape of Monkey Island", que depois acabei por adquirir. Neste último Natal andava às compras com o meu irmão quando dou de caras com o "Tales of Monkey Island" e está claro, pedi-o como prenda. Acho que o meu irmão terá feito de propósito, porque acabei por saber que ele tinha vindo a acompanhar o desenvolvimento do jogo, e tal como eu o tento convencer a ler livros, ele tenta pôr-me a jogar. Posto nas palavras dele "quero que comeces a jogar que é para depois te dar uma abada", pois parece que pensa que de um jogo de aventuras vou passar para um de futebol...

"Tales of Monkey Island", ao contrário dos outros jogos da série (começou a ser lançada no início dos anos 90 e em 2009 saiu uma edição especial dos dois primeiros jogos, que até agora não tive oportunidade de jogar, se quiserem estão à vontade para mos oferecerem :D ), terá sido lançado primeiramente na internet, em cinco episódios ou capítulos e só depois foi lançado como um só jogo em DVD para PC e penso que para algumas consolas.

"I'm Guybrush Threepwood, mighty pirate!"

Guybrush, como sempre, tem que enfrentar o temível Le Chuck, um pirata que usa o voodoo em seu proveito. No início do jogo o nosso herói tenta matar o outro pirata, mas por não seguir convenientemente as instruções, acaba por tornar Le Chuck humano e boa pessoa. O_o No entanto, libertou uma doença e tem de evitar que todos os piratas das Caraíbas sejam contaminados, enquanto foge de um cientista francês que o quer estudar e tenta reencontrar-se com a sua esposa, Elaine.

Como disse, gostei bastante de o jogar e estava tão imersa na história do jogo que houve mesmo um momento em que gritei "não! eu fiz tudo bem, isto não pode acontecer! *lágrima*". E agora fiquei com vontade de jogar os outros e mais alguns do género. Aconselham algum?

2 comentários:

inthepyramid disse...

Também adoro a saga monkey island, sugiro o day of the tentacle que também é da lucas arts e segue o mesmo género :)

WhiteLady3 disse...

Obrigada pela sugestão. Vou ver se consigo encontrar o jogo. :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...