4 de janeiro de 2012

Balanço 2011 e, aparentemente, o ano que ninguém quer

Alô! Alô! Saudades? É verdade, apesar do adeus ali em baixo resolvi colocar o balanço do ano que findou há alguns dias. Se isto representa um regresso? Não faço ideia, mas vamos ao que interessa...

2011 foi um ano de mudanças. Tentei mudar algumas coisas no blog acabando por o fechar. Falta de motivação e paciência levaram a isso. Se me arrependo? Às vezes, mas depois viro a minha atenção para outras coisas e esqueço-me. Continuo a interagir com os bloggers que seguia, até penso que tenho comentado mais, e apesar de ter fechado um veículo de comunicação, abriram-se outros e tem sido engraçado a troca de e-mails, mensagens e tweets. :D

Ora bem, em termos de leituras, o início do ano foi complicado. Desisti de alguns e custou-me a começar outros, mas li dois dos melhores livros deste ano: O Segredo da Casa de Riverton e Os Despojados. Este último fazia parte da lista de um dos bookclubs em que gostava de ter participado mas acabei por não o fazer. Ainda assim li o livro, que dá muito que pensar, e não me canso de o recomendar. O primeiro é brilhante, nomeadamente no que à escrita diz respeito. Uma história com duas linhas temporais mas cujo salto entre elas não confunde e faz todo o sentido.

O resto do ano também foi recheado de boas leituras. Desde comics/mangas, releituras e estações temáticas, foi um ano que acabou por ser produtivo. Li 82 livros (a contagem no GR diz 83 porque juntei o volume em inglês de Os Despojados, para poder dar uma nota global e ler críticas ao livro, já que em português o livro está dividido em 2), dos quais 23 tinham bonecos (fiz mesmo uma maratona Dragon Ball no último dia do ano em que li 5 livros!), 7 foram releituras, e 5 deixei a meio, porque a história não me estava a cativar, as personagens eram a coisa mais superficial que se pode encontrar ou achei que seria melhor lê-lo numa outra altura e na língua original (tradução *medo*). Também li antologias, 5 ao todo (e estou a ler outras 2), o que penso que não tinha feito em anos anteriores. Não elaboro tops, acho complicado pois não consigo chegar a um consenso sobre os lugares do top, mas saliento o que de melhor e pior me passou este ano pelas mãos.

Melhor livro: É difícil escolher só um, mas penso que O Segredo da Casa de Riverton de Kate Morton, porque achei-o brilhante e exactamente o que estava a precisar na altura em que o li. Se sentia que pouco ou nada conquistava a minha atenção e me arrebatava, este livro fê-lo. E ainda estou decidida a adquirir o áudio-livro. Devo, no entanto, mencionar também Expiação do Ian McEwan, pelo sentimento de catástrofe que paira sobre quase todo o livro e pelo seu final agridoce, de me trazer lágrimas aos olhos e me fazer chorar rios.

Livro decepção: Provavelmente o livro Filha do Sangue da Anne Bishop, já que veio muito bem recomendado e acabei por não ficar assim tão fascinada como outras pessoas. Ainda assim gostei de o ler, tem um mundo interessante, personagens curiosas e intrigantes, e os restantes livros desta série estão ali à espera de serem lidos.

Melhor capa: A de Outlander - Nas Asas do Tempo porque é a mais bela de todas as deste livro. A sério! Visitem a página do GR com as outras edições e vejam como a nossa se destaca pela sua beleza. E tem dourados, subtis e nada pindéricos! E sabe Deus como o dourado pode ser pindérico...

Pior capa: A capa de Laços de Sangue da Charlaine Harris. A SdE costuma ter capas lindas mas esta saiu claramente ao lado. O vampiro da capa é desconcertantemente parecido com um certo vampiro cintilante de uma outra saga... O_o

Autor surpresa do ano: OMD não consigo escolher! Tanto a Kate Morton, a Meljean Brook e a Gail Carriger, merecem ser mencionadas! Todas elas escrevem mulheres fortes, de carácter, personagens que valem realmente a pena seguir.

Melhor personagem: Oh para ela a fazer batota... E leva este prémio... A Dowager Countess of Grantham da série Downton Abbey! Eu sei, o balanço costuma dizer respeito a livros mas a sério, quando for grande quero ser como ela! Para além de ser representada por essa grande mulher *vénia e venera* Dame Maggie Smith, tem na série algumas das frases mais hilariantes:
What's a "weekend"?
No Englishman would *dream* of dying in someone else's house.
We can't have him assassinated... I suppose.
Sometimes I feel as if I were living in an H.G. Wells novel.
Put that in your pipe and smoke it.
But if there are relapses. What then? Amputation in the dining room? Ressuscitation in the pantry?
Como não a achar a melhor personagem do ano? Além disso esta série é fantástica, todas as personagens estão muito bem conseguidas e são credíveis, humanas. E os romances? Tanto Anna e Bates, como Mary e Matthew me deixam em modo “AWWWW”.

Quanto a objectivos para 2011 (e vamos esquecer os do blog: dinamizar e tal), no desafio do GR tinha-me proposto a ler 50, mas depois de ter atingido a marca quis ir mais longe e ler 75. É certo que este ano li mais livros que em anos anteriores mas isto porque, como disse em cima, li mangas/comics e outros livros com bonecos, que são pequenos e lêem-se num instante (enquanto me divertem imenso :D ). Também dei uso ao Kindle que recebi e tão prático que ele é, sobretudo em férias! *abraça o Kindle fofo* O que é certo é que debastei um pouco a pilha de livros por ler cá em casa, mesmo que muitos desses livros tenham sido adquiridos este ano. E meu Deus, quanto gastei este ano em livros...

Mantive um registo do "Custo do Vício" que podem ver ali ao lado. A intenção era então ver se pedia muitos livros emprestados, poupando dinheiro, ou se adquiria muitos. Parece-me que a conclusão é óbvia: eu tenho um problema, sou bookaholic e compradora compulsiva. Gastei cerca de 400 euros em compras e mesmo com as ofertas e os empréstimos a ascenderem a 43 livros, e a poupança por utilizar o BookMooch, o saldo de 22,44€ não me parece nada de especial, parece que só poupei o custo de um livro em PT. Isto é mesmo algo que tem de mudar, não só porque os livros cá em casa já ascendem a quase 400 livros *inserir Grito de Munch* e devia mesmo dedicar-me à leitura destes, mas também porque tenho mesmo de começar a poupar se quero dedicar-me a outros projectos (nomeadamente a viagens, pois este ano pela primeira vez saí de Portugal e ganhei o bichinho de querer conhecer mais cidades desse mundo :) ). Não quero com isto dizer que o dinheiro gasto em livros seja mal gasto, eu vejo-o como um investimento, mas tenho de começar a investir noutras coisas e não é como se me faltasse material de leitura. :D

Também queria ter participado em bookclubs que alguns blogs pensavam realizar, mas não consegui porque os livros não eram propriamente os que me estavam a apetecer ler ou porque a leitura prolongou-se e tive depois preguiça para participar em discussões. Ainda assim participei (algo a meio gás) na leitura conjunta do HP, onde mais uma vez a leitura acabou por se estender por um período maior do que esperava e a discussão não foi continuada por falta de tempo, vontade e porque nem sempre há o que dizer. Ainda assim tentei comentar as opiniões das pessoas que entraram comigo nesta LC e angariámos mais uma Potterhead! A Diana do Papéis e Letras juntou-se a este grupo de fiéis seguidores dessa grande escritora que é a J.K. Rowling *vénia* e ainda houve convertidos aos aúdio-livros na voz desse grande senhor que é o Stephen Fry *vénia*. E porque não me canso de dizer “eu bem disse que áudio-livros rullavam bué!!!”

Acabei o ano a participar em estações temáticas. No outono li Steampunk, com a Tchetcha e a Janita. Foi engraçado escrever sobre o tema, discutir as leituras de livros em comum e tentar convencer o pessoal a ler os que tinha gostado. Já o inverno vai ser passado a ler A Saga dos Filhos da Terra. :)

Quanto a outras resoluções, li apenas um autor português (tirando a antologia de Natal que tinha começado em 2010 e que acabei no início de 2011), não reli North and South (mas reli outros, e que bem que soube) nem peguei em Wilde, mas talvez seja este ano.

Para 2012 estou a pensar participar em vários desafios, sobretudo tendo em vista a diminuição da pilha de livros por ler cá em casa. Assim sendo vou fazer desafios próprios que passam por:
  • continuar o "Custo do Vício", a ver se consigo poupar mais que os 22,44€ deste ano
  • fazer pelo menos duas estações temáticas: fazer o inverno dos Filhos da Terra e a primavera de Gelo e Fogo porque Martin is coming!
  • fazer um Book Bingo! Esta era uma ideia que vinha a pensar já algum tempo e vou tentar então pô-la em prática
  • fazer um rácio do género por cada 5 livros que ler dos que andam cá por casa, posso ir buscar um à biblioteca. Também estou a pensar, para a Feira do Livro, fazer algo como “se lidos x livros dos que tenho, posso comprar y”, mas tenho mesmo de poupar e comprar poucos
  • diminuir a lista dos 1001 livros por ler antes de morrer, segundo a edição 2010 (há também uma edição de 2006 e 2008, com outros livros mas depois dedico-me a elas), já que tenho alguns cá por casa e estão na lista outros que tenho curiosidade de ler já faz muito tempo.

Para além destes, conto participar, ainda que não activamente (ou seja não vou fazer inscrições nem nada disso) pois o que mais me interessa é manter-me fixada no objectivo "ler o que tenho cá por casa", nos seguintes desafios:
  • Mount TBR Reading Challenge - é claramente o desafio chave deste ano. :D Tem vários níveis de dificuldade mas se conseguir atingir o Pike’s Peak, que corresponde a 12 livros, já me dou por satisfeita
  • The Back to the Classics Challenge - tem 9 temas referentes a clássicos e espero que me ajude a pegar nos livros que tenho cá por casa
  • What’s in a Name - tem 6 temas e parece-me o mais complicado de realizar, mas não deixa de ter a sua piada.

E pronto, acho que é isto. Também quero me dedicar mais a filmes e séries (os DVDs que tenho cá por casa são menos que os livros, mas não é por isso que o número por ver é menor :P ) e outras coisas. Acabei por não aprender a costurar, pouco me dediquei a bordados e crochet, mas é coisa neste novo ano queria mesmo fazer. A ver se saio mais da rotina, se estou menos tempo a olhar para o ar sem fazer nada, apesar de alguns momentos desses também serem bons! O pior é mesmo quando estou a fazer isso e não queria, mas faço-o porque estou com preguiça para me levantar e fazer outras coisas, isso sim é para deixar de acontecer. Must stop procrastination!

15 comentários:

Diana Marques disse...

Harry Potter e Downton Abbey! \o/
E Book Bingo! \o/

Quanto às resoluções, também espero diminuir a lista dos livros que aqui tenho para ler. Confesso que já não tenho espaço onde colocar livros novos e não me deixam pregar estantes às paredes cá de casa... Isto dito por alguém que esta semana comprou mais 3 livros, because of reasons. xD

Diana Marques disse...

*correcção* pregar prateleiras, e não estantes...

WhiteLady3 disse...

LOL Eu já ando de olho nalgumas prateleiras mas pregá-las na parede mesmo por cima da cama dá-me algum receio. Já tive uma má experiência com a pilha na mesa de cabeceira e parece-me que a prateleira seria mais pesada e mais prejudicial para a minha cabeça. :D Não que a minha cabeça seja muito boa, mas apesar de tudo faz-me falta. :D

p7 disse...

Foi um ano bastante preenchido, apesar (ou por causa) do blogue estar em stand-by. Tenho o da Kate Morton cá em casa, parece que tem de subir na pilha por ler. :)

Btw, sobre o Book Bingo, juntei-o à página dos desafios no meu blogue. :)

WhiteLady3 disse...

É verdade, foi muito preenchido. :) Pude dedicar-me a várias coisas, ficaram por fazer outras mas, apesar dos vários sobressaltos, acho que acabou por ser um ano com saldo positivo. :) Parte penso que se deveu mesmo ao blog ficar em stand-by. Às vezes apetecia-me escrever algo, cheguei a fazê-lo, mas a vontade de publicar era pouca ou nenhuma, havia outras coisas que me chamavam a atenção e não lamento isso. :)

Kate Morton é fenomenal! ainda tenho outro livro dela para ler mas O Segredo da Casa de Riverton parece que foi feito de propósito para mim. :D Tem tudo o que adoro num livro.

Espero que gostes do Book Bingo! :D Deu-me um gozo enorme arranjar tudo e ver pessoal interessado em participar. :D

Célia disse...

Tão bom ver que o livro da Kate Morton foi um dos teus preferidos do ano :)

Quanto aos desafios, vou tentar o da Mount TBR e o What's in a Name. Já para não falar do Book Bingo, claro!

Boas leituras ;)

WhiteLady3 disse...

YAY! Já tenho parceira para os desafios! \o/ :D

Iceman disse...

Grande White, fazes falta à blogosfera!

:D

Interessante o teu texto e curioso os planos que fazes para 2012 e os que fizeste para 2011. Eu já desisti de planos, vou ler o que me apetece e ao ritmo que me apetece. Sem objectivos, embora actualmente esteja virado para os clássicos dada a minha desilusão com os livros que vão saindo.

Iceman disse...

Qué qué isso do Book Bingo?

WhiteLady3 disse...

Iceman, assim deixas-me sem jeito :) *fica vermelha que nem um tomate*

Os planos é mesmo para me manter focada em objectivos e este ano estou mais decidida que nunca a dar vazão ao que tenho cá por casa, consoante o meu ritmo. Também estou um bocado saturada dos títulos que vão saindo, pois muitos soam a histórias mais que recontadas, para além de que sinto ter uma enorme falha no que a títulos clássicos diz respeito. E com clássicos quero dizer todos aqueles que marcaram algo, como por exemplo Blade Runner ou Memorial do Convento.

O Book Bingo é uma espécie de jogo que estou a fazer no GoodReads. :) Fiz cartões com 25 temas, sendo que um é livre, e consiste em ler livros dentro dos temas por modo a fazer uma linha, na horizontal, vertical ou diagonal. Há quem seja mais ambicioso e queira fazer o cartão todo, como eu. :D

jen7waters disse...

Deixa lá que também não sou fã da Anne Bishop...já li há algum tempo a Filha do Sangue e não achei graça nenhuma. Não digo que seja mau, mas apenas que não é para mim, não consegui gostar do estilo de escrita ou das personagens. :s

O Book Bingo vai ser giríssimo! thanks for the invite! :D

WhiteLady3 disse...

As personagens até devem ser o que escapam, na minha opinião, mas acho um mau sinal quando sou mais inteligente que elas, como neste caso. :/

De nada! :D Achei que seria giro ver algumas pessoas saírem um pouquinho dos géneros a que estão habituadas (ou pelo menos a que as associo :P ) e ver em que livros recairiam as suas escolhas. :D

jen7waters disse...

Aah, mas para já escolhi uma linha que inclui géneros que leio habitualmente (alguns com pouca regularidade, é verdade) mas isto é só para aquecer, quem sabe não faço outra linha depois -- ou o cartão todo! (isso seria brutal :D)

WhiteLady3 disse...

Eu cá fico à espera para ver. :D

Carla M. Soares disse...

Acabei agorinha mesmo de ler o Jardim dos Segredos (http://monsterblues-cms.blogspot.com/) e recomendo a quem o tem no fundo de uma pilha que o faça subir, e depois o leia com calma, para não se perder nas voltas do tempo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...