3 de janeiro de 2010

Stardust, o Mistério da Estrela Cadente

Autor: Neil Gaiman
Género: fantasia
Editora: Editorial Presença | Nº de páginas: 176
Nota: 4/5

Resumo (da capa):
" – E se eu te trouxesse a estrela caída? – inquiriu Tristran, animado. – O que me darias? Um beijo? A tua mão em casamento?
– Tudo o que quisesses – respondeu Victoria, divertida.
– Juras? – perguntou Tristran.
(…)
– Claro – afirmou Victoria, sorrindo."

Victoria Forester era considerada a rapariga mais bonita das Ilhas Britânicas, mas para Tristran ela era a rapariga mais bonita do mundo, e a sua paixão por ela não conhecia limites. Por isso, as palavras que Victoria proferiu naquela noite de Outono em que foram ambos surpreendidos pelo brilho extasiante de uma estrela cadente soaram como música aos seus ouvidos. Afinal, havia um caminho para o coração da sua amada. Tudo o que tinha de fazer era apanhar aquela estrela... e esse era agora o seu único desejo! Mas o que resta de uma estrela cadente quando atinge o solo? No mundo dos homens, apenas um monte de destroços calcinados e retorcidos. Só que a estrela de Tristran caiu no País Mágico, no país onde habitam dragões, grifos, basiliscos, hidras, unicórnios, gnomos, enfim, toda a sorte de criaturas extraordinárias e inimagináveis, e lá, as estrelas cadentes são belas raparigas de olhos azuis e cabelos loiros. Uma enorme parede de pedra separa a aldeia de Wall desse mundo fantástico, mas nada poderá demover Tristran, e é justamente quando dá o primeiro passo no País Mágico que tem início a sua fabulosa aventura! O que Tristran não sabe é que há outras criaturas interessadas em deitar a mão à sua estrela, e com intenções bastante menos nobres que a sua… Gaiman revela-nos, uma vez mais, o seu inquestionável talento para escrever histórias que nos fazem sonhar e que, através da criação de mundos imaginários, suscitam em nós a capacidade de ver o mundo real.

Opinião: Vi este filme no passado domingo e achei hilariante, pelo que fui logo à biblioteca buscar o livro já que precisava de leituras que me animassem. Já me tinham dito que o livro não era tão divertido como o filme e que havia diferenças, mas mesmo assim parti para a leitura disposta a desfrutar desta.

Talvez o mal tenha sido, exactamente, o facto de ter visto o filme antes. Como disse, achei-o hilariante e algumas personagens, por serem representados por actores fantásticos, como Robert De Niro e Michelle Pfeiffer, despertaram a minha atenção pelo que tinha alguma curiosidade em ver as suas histórias no livro. Foi assim com alguma pena que vi o Capitão Shakespeare não aparecer, no livro tem outro nome e em nada se compara à personagem de De Niro. Também Lamia aparece pouco, na minha opinião, e o final no livro nada tem de grandioso como o filme. Também a relação entre os protagonistas não parece tão bem desenvolvida como no filme. Talvez se o livro fosse um pouco maior, as personagens e suas histórias, sobretudo as paralelas, podiam ser melhor exploradas. Mas talvez fosse essa a intenção do autor, não aprofundar assim tanto personagens e histórias, já que nos contos de fadas apenas uma parte da história interessa, tudo o resto fica para a imaginação do leitor.

Apesar de tudo não deixa de ser uma brilhante leitura e pergunto-me se não será ainda melhor se lido em áudio-livro, com um narrador competente. Fez-me lembrar Harry Potter, pelo mundo paralelo ao da Inglaterra normal, por assim dizer, e The Princess Bride pelo carácter de conto de fadas. Se temia ler Gaiman por pensar que talvez fosse um autor cujas obras eram overrated, bem aprendi a lição de não julgar um autor sem o ler primeiro. Fiquei com muita curiosidade em ler mais livros dele, sobretudo antes de ver as adaptações.

3 comentários:

Pedro disse...

Eu ainda não vi o filme, mas li o livro =D

Adorei o livrinho, é um conto de fadas autêntico. Gostava que explorássemos mais o País Mágico... Mas não podia ser de outro modo, pois não? E também estava à espera de um final se calhar mais abrupto, algo que nos deixasse literalmente boquiabertos. Mas, ainda assim, adorei o livro, correspondeu totalmente às expectativas. Encantador.

Kel disse...

Eu li o livro pouco tempo antes de ser lançado o filme. O mundo criado por Neil Gaiman é absolutamente fantástico e para o filme eles souberam adaptá-lo da melhor forma possível. Se no filme não houvesse aquela cena final tão elaborada provavelmente ficava a "saber a pouco".
Já li outros livros do autor..todos eles com esta temática de magia e, de certa forma, "mundos paralelos".
Lê mais coisas do autor! Vais gostar! :)
Beijinhos e boas leituras!

WhiteLady3 disse...

O único do Gaiman que me encheu as medidas foi o American Gods, mas mesmo assim tenho de ler de novo, pois ouvi em áudio e sinto que perdi muito da história. Acho a sua escrita muito boa mas algo previsível.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...