21 de março de 2009

Magic Study (Study Trilogy, Livro 2)

Autor: Maria V. Snyder
Género: Fantasia
Editora: Mira | Nº de páginas: 419
Nota: 4/5

Resumo (da capa): CONFRONTING THE PAST. CONTROLLING THE FUTURE.

With an execution order on her head, Yelena has no choice but to escape Sitia, the land of her birth. With only a year to master her magic – or face death – Yelena must begin her apprenticeship and travels to the Four Towers of the Magician’s Keep.

But nothing in Sitia is familiar. Not the family to whom she is a stranger. Not the unsettling new facets of her magic. Not the brother who resents her return. As she struggles to understand where she belongs and how to control her rare powers, a rogue magician emerges – and Yelena catches his eye.

Suddenly she is embroiled in battle against good and evil. And once again it will be her magical habilities that will either save her life… or be her downfall.


Opinião: Eu sei que às vezes acontece e já estava preparada pois, quando damos uma nota elevada a um volume inicial de uma série, só podem acontecer duas coisas: ou o nível mantém-se ou cai. Após ter lido a crítica da Canochinha fiquei com algum receio, pelo que as minhas expectativas diminuíram um pouco e não me senti tão defraudada.

Encontramos Yelena mais ao menos onde a deixámos no primeiro volume. Com uma ordem de execução pendendo sobre ela em Ixia, devido aos seus dotes mágicos, foge em direcção ao sul, para Sitia, a sua terra natal, para se reencontrar com a sua família a quem foi roubada e aprender a dominar os seus poderes. Mas nem tudo é fácil. O seu irmão não parece satisfeito com o seu reaparecimento, dúvidas sobre as suas reais intenções levantam-se, para além de que encontra-se à solta um outro mágico que rapta e tortura jovens para obter os seus poderes, um pouco à semelhança do que acontecia no primeiro volume.

Desde o início do livro que me pareceu que faltava algo e só a meio percebi o quê. Para além de preferir o ambiente de Ixia a Sitia, assim como Yelena parece que nós não pertencemos aquele mundo, falta algum carisma às personagens e credibilidade nas relações que as unem. Falta aquilo que me fez gostar do primeiro livro. Os únicos personagens que se mantêm praticamente iguais são Ari e Janco, a todos os outros falta algo: a Yelena falta algum bom senso e torna-se um pouco irritante com tanto voluntarismo; Leif finge ter alguma profundidade e a sua relação no final com Yelena fez-me revirar os olhos, assim como a relação dela com o resto da família, é um instante até confiar quase plenamente neles; os Quatro Mestres de Magia também não convencem por aí além; Cahill (juntamente com o Homem Lua) é o único personagem com algum interesse mas mesmo assim não chega aos calcanhares do Valek do primeiro livro, que neste perde a aura de mistério, aquilo que o tornava tão sedutor. A relação de Valek e Yelena chega a enjoar um pouco e nem ele lhe puxa convenientemente as orelhas.

No entanto, a história é interessante e mantém-nos agarrados ao livro, a querer saber o que vai acontecer a seguir já que a acção não parece parar, daí se calhar o menor desenvolvimento das personagens e suas relações. Na verdade, enquanto no primeiro livro parece que o tempo vai passando a um ritmo agradável, neste acontece tudo a correr. Não admira por isso que tenha gostado das partes mais calmas, como as aulas de Yelena e Irys, fizeram-me mesmo rir como doida no meio do trânsito, assim como as conversas entre Yelena e os cavalos. Percebe-se melhor como funciona a magia, ficamos a conhecer os dotes de Yelena, mas ficam no ar outras questões que espero ver esclarecidas no derradeiro volume.

Já agora um aparte. Também travamos conhecimento com a personagem principal da nova obra da autora, Glass Storm, mas sinceramente não sei o que pode sair dali. Primeiro, há que acabar a leitura desta série…

5 comentários:

Canochinha disse...

Disseste tudo, não tenho mais nada a acrescentar! Agora fico a aguardar a opinião em relação ao último volume :)

slayra disse...

Também gostei mais do primeiro. Mas também não desgostei deste.

Enfim, com isto tudo ainda não li o terceiro. :p

WhiteLady3 disse...

Canochinha, posso dizer que o último não começa bem. Estou a chegar à página 100 e já me fez dormir uma bela sesta...

Slayra, eu também gostei deste mas faltou alguma coisa que o primeiro tinha. Além disso o ambiente também não ajudou, gostava mais da atmosfera militarizada e industrial de Ixia.

Mónica disse...

Estou a ver que o melhor mesmo é ficar-me pelos primeiros 2. No entanto, vou aguardar pela tua opinião acerca do terceiro antes de me decidir pela compra ou não :)

WhiteLady3 disse...

Para dizer a verdade, o terceiro não me está a puxar muito... Mas ainda só vou a meio. :/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...