8 de junho de 2008

O Despertar da Magia (As Crónicas de Gelo e Fogo, Livro 4)

Autor: George R. R. Martin
Género: Fantasia
Editora: Saída de Emergência | Nº de páginas: 415
Nota: 5/5

Resumo (da capa): A guerra pelo trono dos Sete Reinos continua e a batalha pela capital de Porto Real é a mais sanguinária alguma vez vista. A frota de Stannis Baratheon vê-se encurralada em frente à cidade enquanto barcos carregados de fogovivo são enviados contra ela. Os sobreviventes conseguem levar o combate até às muralhas da cidade e todos os sitiados terão de lutar, incluindo Tyrion Lannister. Quando os exércitos dos Tywin e dos Tyrell chegam, um dos lados será definitivamente esmagado. Mas num mundo de traições constantes, quem será que eles irão apoiar?

No Norte, os Stark estão entre a espada e a parede. Várias das suas fortalezas são atacados pelos temíveis homens de ferro e até o castelo de Winterfell é conquistado pelo traidor Theon Greyjoy. Bran e Rickon conseguem fugir, acompanhados por Hodor e alguns companheiros, mas que futuro terão duas crianças numa terra ameaçada pelo Inverno?

Para lá da Muralha, Jon oferece-se para acompanhar um grupo de batedores enviado para encontrar os selvagens, enquanto a principal força da Patrulha da Noite se fortifica junto às montanhas. Mas as coisas correm mal e Jon terá de escolher entre a morte... ou a traição aos seus irmãos!

Mais uma vez, George R.R. Martin consegue manter-nos agarrados até à última página. Personagens que amamos são mortas sem dó nem piedade, personagens que odiamos conseguem conquistar o nosso coração. De Arya a Sansa, de Robb a Daenerys, todas terão um papel fulcral neste fabuloso quarto volume de
As Crónicas de Gelo e Fogo.

Opinião: Em pouco difere da primeira parte do segundo volume no original. Seguimos sobretudo o desenrolar da guerra civil em Westeros. Mas nota-se algo mais. Algo está diferente. Surge um outro componente fantástico para juntar aos dragões e aos zombies (os Outros), surge a magia. Achei que o título para este volume foi bem escolhido.

Penso que não há muito a dizer. Apesar de escassos, os capítulos dedicados a Jon (a linha de história da Muralha) e a Daenerys, são muito interessantes. Acho estas duas linhas de história bem mais interessantes que a da guerra civil, mas entendo que tenham menos destaque. Enquanto a guerra civil toca a vida da maior parte das personagens, Jon e Daenerys encontram-se quase sempre sós na narrativa. Não há outros personagens, ou melhor, outros pontos de vista que passem pelo mesmo que eles, se bem que no caso de Jon a coisa pode mudar de figura.

As novas personagens introduzidas, nomeadamente Melisandre e os cranogmanos, são também muito interessantes e pode-se antever algumas surpresas. O próximo capítulo promete.

1 comentário:

Canochinha disse...

Concordo plenamente contigo. Estava sempre com vontade que chegassem os capítulos do Jon e da Dany. Estou muito ansiosa pela chegada do volume seguinte :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...