13 de julho de 2009

The Jane Austen Book Club

Autor: Karen Joy Fowler
Género: chick lit
Editora: Penguin Books | Nº de páginas: 304
Nota: 2/5

Resumo (da capa): In California’s Sacramento Valley, six people meet once a month to discuss Jane Austen’s novels. They are ordinary people, neither happy nor unhappy, but all wounded in different ways, all mixed up about their lives and their relationships. Over the six months they meet, marriages are tested, affairs begin, unsuitable arrangements become suitable, and, under the guiding eye of Jane Austen, some of them even fall in love…

Opinião: Tomei conhecimento deste livro devido aos trailers do filme, que ainda não vi, e não sei muito bem do que estava à espera. Talvez de um romance levezito, como os que tenho lido ultimamente, ou de algo como The One You Really Want. Infelizmente soube a pouco.

Ao longo de seis meses acompanhamos a vida de seis personagens: Jocelyn, que cria cachorros para competição; Sylvia e Allegra, mãe e filha que passam por alguns problemas amorosos durante este período; Prudie, bem casada mas que parece não reparar na sorte que tem; Bernadette, que já viveu e passou por muitas histórias; e Grigg, o único homem do grupo, fã de ficção científica e que só havia lido Austen para estes encontros.

A história das personagens é contada através de flashbacks e acompanhando os desenvolvimentos mais recentes das suas vidas, mas por haver tantas personagens para um livro tão pequeno (o livro não tem mais que 250 páginas, as outras 50 e poucas são resumos dos livros de Austen e o que outros pensam daquela autora *rolls eyes*), o leitor não se consegue afeiçoar verdadeiramente a nenhuma. Além disso, as personagens femininas são muito convencidas e, sinceramente, parecem ter a mente muito fechada, nomeadamente no que toca a leituras, daí que fosse mais fácil gostar de Grigg. Também não consegui perceber muito bem a ligação das personagens com as histórias escritas por Austen. Ou melhor, até se percebe, mas é preciso ser muito generosa para ver algumas das características de Emma, por exemplo, em Jocelyn e de Marianne em Allegra…

Não é nada por aí além. As histórias e as personagens não despertam o interesse, a discussão dos livros de Austen também não seduz, não aprofunda em nada as personagens, servindo apenas como desculpa para um ou outro flashback.

5 comentários:

slayra disse...

Okay, mais um a evitar... pena, parecia ter potencial...

WhiteLady3 disse...

Pode ser que o filme seja melhor... :/

Sabes de algum que tenha Austen no título e seja fixe?

Canochinha disse...

Hum, com a tua opinião duvido que o chegue a ler :)

slayra disse...

Bem, não estou a ver nenhum que seja mesmo, mesmo bom. Mas também não os li a todos.

Ora bem... na parte do romance contemporâneo (que há li)tens: "Austenland" (fraquito) e os dois livros do "Diário de Bridget Jones" (este é engraçado, é quase Orgulho e Preconceito no século XX).

Sequelas (que já li): a trilogia "Fitzwilliam Darcy, gentleman" (conta Orgulho e Preconceito do ponto de vista de Mr Darcy, mas a escrita é um tanto descritiva e às vezes um pouco secante), os livros de Carrie Bebris que são mistérios passados após do casamento dos Darcys (basicamente é o Darcy e a Lizzie a resolver mistérios, e como já vai em 4 livros também vão aparecendo personagens dos outros livros) - destes até gostei, são engraçados. "Darcy's Story" também Orgulho e Preconceito do ponto de vista do Darcy, mas lê-se muito bem. E os livros da Elizabeth Aston que são sequelas onde aparecem os filhos (ou filhas) dos Darcys. Nada de especial.

Também há para aí uma série em que a Jane Austen resolve mistérios, mas ainda não li nenhum desses.

WhiteLady3 disse...

Canochinha, não perdes nada em não o ler.

Obrigada Slayra. ;)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...