7 de julho de 2012

Curtas: Missing, A Feira dos Imortais (Nikopol, #1)

Título: Missing
Criado por: Gregory Poirier
Atores: Ashley Judd, Cliff Curtis, Nick Eversman, Sean Bean

Mais informação técnica no IMDb.

Quando e onde o vi: entre 19/abril/2012 e 23/junho/2012, no AXN ou melhor no videoclube da Zon onde o AXN disponibilizava os episódios que iam dando semanalmente.

Temporada: primeira e parece que a última.

Opinião: Não pensava ver esta série, pois acho que a Ashley Judd faz sempre o mesmo papel, mas depois vi que tinha o Sean Bean e pronto, foi a desgraça. Ainda temi pela saúde daquele, que infelizmente acaba sempre morto (ok, às vezes salva-se, como no Sharpe, mas reparem na quantidade de filmes em que ele morre e no tipo de morte, até tem uma “death by cow”!).

Não será a melhor coisa que por aí anda, achei por demasiado previsível e que os efeitos, nomeadamente quando andavam de carro ou mostravam cenas do passado, podiam estar melhores assim como as actuações. Apesar de tudo acabou por conquistar a minha atenção, de tal forma que fiquei realmente desapontada quando soube que foi cancelada. Desapontada e irritada porque o final da série é então completamente descabido. Merecia um fecho a sério e não uma ponta solta, mas tão solta que praticamente implora por continuação.

Veredito: Deu na televisão pelo que não se perde nada com isso.

Título: A Feira dos Imortais (Nikopol, #1)
Autor: Enki Bilal
Ficção | Género: comic
Editora: Meribérica/Liber | Ano: 1991 (originalmente publicado em 1980) | Formato: livro | Nº de páginas: 64 | Língua: português

Como me veio parar às mãos: pedi emprestado nas BLX

Quando e porque peguei nele: 26/junho/2012. Apeteceu-me ler algo com história aos quadradinhos. Conta para os desafios: Book Bingo - novela gráfica.


Opinião: Já há alguns anos que ando de olho nas obras deste autor, mas só agora tive oportunidade de ler. Apesar disto não sei bem do que estava à espera e soube a pouco, como se faltasse algo, não sei bem o quê. Talvez alguma profundidade, tanto no que à história como às personagens diz respeito.

Gostei da arte e foi sobretudo isso que me havia chamado a atenção. Gosto do desenho e do aspecto algo futurista. Achei engraçado envolver deuses egipcios (e vê-los jogar Monopólio foi impagável xD ) e gostei de como o autor mostra a História a repetir-se, como se o ser humano jamais aprendesse com os seus erros, mas achei que podia ter ido mais longe na exploração dos temas que tenta abordar. Acabou por ser demasiado contido.

Fica, no entanto, a curiosidade para ler os restantes dois volumes.

Veredito: Emprestado e pouco se perde com isso.

2 comentários:

Ana T. disse...

Ainda não consegui ver o Missing... depois de ler isto se calhar não lhe pegava mas como tem o Sean Bean lá terá de ser! Não conhecia o death by cow mas é de antologia! ;-)

WhiteLady3 disse...

O que eu me ri quando descobri a death by cow. xD O Missing acaba por ser interessante, apesar dos pontos menos bons não conseguia perder um episódio. O final é que estraga tudo, a meu ver.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...