12 de março de 2012

Booking Through Thursday: um tipo diferente de romance

 A pergunta desta semana é...

A while ago, I interviewed my readers for a change, and my final question was, “What question have I NOT asked at BTT that you’d love me to ask?” I got some great responses and will be picking out some of the questions from time to time to ask the rest of you. Like now.

Ted asks:
Have you ever fallen in love with a fictional character? Who and what about them did you love?
Não tinha reparado que havia perdido esta pergunta do BTT (de há duas semanas atrás) até ter dado um saltinho ao blog da Slayra, a tentar perceber o que tem andado ela a fazer nestes tempos, e ser confrontada com um dos seus últimos updates. Eu até tenho o blog dela e o do BTT no Google Reader, mas as coisas têm andado tão caóticas e a vontade para andar informada tem sido tão pouca, que tenho descurado um pouco a leitura do Reader. Há meses assim...

Mas voltando ao que interessa, estava a comentar então o post da Slayra e resolvi que também era indicado para colocar aqui. Posto isto, é verdade, apaixono-me por personagens fictícias, acho que até já coloquei um Book Confession sobre isso. São tantos as minhas crushes literárias, por assim dizer, que é complicado ter-lhes conta mas vêm à cabeça Edmond Dantés, Capitão Wentworth, Mr. Thornton, o Snape, o Colin Bridgerton, Archimedes Fox, o Fantasma da Ópera, o Monstro (não li livros nem contos mas hei, também há personagens fictícias em filmes e animações)... sei lá quem mais.

O que têm em comum? Talvez muito pouco, mas acabo por mim a gostar do humor de alguns e sobretudo das almas torturadas de outros. Gosto de personagens que têm algum tipo de profundidade, que tenham algo more than meets the eye, que tenham problemas, um passado que os tenha marcado. Sou daquelas pessoas que acha que o mal não surge porque uma pessoa é intrinsecamente má, mas porque algo lhes aconteceu e os tornou assim. É por isso que geralmente caio pelos bad boys, porque acabam por não ser tão maus assim e amam mais intensamente e longamente que os bonzinhos. *suspira*

E agora vou ali reler a carta do Wentworth à Anne Elliot...

1 comentário:

Kel disse...

Olá!
Passei para avisar que está um selinho à tua espera no meu blogue. Beijinhos e boas leituras

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...