15 de janeiro de 2011

Sherlock

Informação técnica no IMDb.

Criador: Mark Gatiss, Steven Moffat
Actores: Benedict Cumberbatch, Martin Freeman

Tenho de começar por dizer que não aprecio os livros por aí além, mas gostei da série dos anos 80 que tive a oportunidade de ver, ainda não vão muitos anos, na RTP Memória, onde dava por volta das 19h. Quando comecei a ler que iria haver uma nova série, desta feita passada no séc. XXI, fiquei um pouco de pé atrás e tentei não ler as críticas para não criar muitas expectativas. Mas o certo é que gostei. :)

A série estreou e acabou (tem apenas 3 episódios de 90 minutos cada) na RTP2. No dia de estreia estava meio indecisa a vê-la, já que no AXN estreava também "Os Pilares da Terra". Infelizmente o meu irmão é algo averso a séries e/ou filmes históricos (praticamente só vê quando obrigado) e ao ver-me mudar de canal para assistir à adaptação da obra do Ken Follet começou logo a dizer "não! Série histórica e baseada em livros não! Quero ver outra coisa!..." Lá lhe fiz a vontade, já que ele é maior que a minha *indefesa* pessoa e mudei para a RTP2 onde iria começar então a nova versão do Sherlock Holmes. Claro que ele começou a dizer "não! Série policial baseada em livros não! Quero ver outra coisa!..." (basicamente o moço é um chato de primeira e não gosta das coisas que eu gosto) mas aí impus-me e disse “não, vais ver, deixar-me em paz e parar de me chatear”. Devia estar num dia bom, porque caso contrário almofadas e membros voariam pelo ar mas tal não aconteceu e, pasme-se, o rapaz até gostou!

Não tenho a certeza se os episódios são adaptações das obras, apesar do nome do primeiro episódio ser "Um Estudo em Rosa", que faz lembrar o livro Um Estudo em Vermelho. Só li os contos que se encontram nas Aventuras de Sherlock Holmes, mas parece-me que, apesar de se poderem afastar um pouco dos enredos originais, há bastantes semelhanças com os livros. As histórias de Sherlock chegam-nos assim pela mão de Watson, tal como nas obras de Arthur Conan Doyle, e gostei de como na série fizeram o Watson manter um blog onde conta as suas aventuras e desventuras na companhia do amigo.

Como nos livros achei que algumas das situações eram de resolução fácil (sobretudo no último episódio quando investigam a morte de uma apresentadora televisiva, era tão óbvio que meteu um pouco de dó ver o Watson meio perdido e Holmes a ajudar) mas gostei da interacção entre os actores. Martin Freeman é excelente como Watson e Cumberbatch é um excêntrico Sherlock Holmes viciado em adesivos de nicotina. Mycroft, irmão de Sherlock, também está bem conseguido mas, apesar de ter gostado bastante de todas estas interpretações, é Moriarty que para mim está brilhante. Devo de confessar que não encontrei esta personagem nas histórias que li nem me recordo dele na série dos anos 80, pelo que o seu carácter é-me praticamente desconhecido, mas achei que Andrew Scott estava brilhante. Moriarty parece meio doido, com flutuações na voz e maneirismos teatrais, mas um doido muito perigoso, capaz de passar a perna até ao mais brilhante e observador detective.

Gostei bastante e até o meu irmão parece ter ficado fã da série (penso mesmo que se sentiu tentado a pegar nos livros! tentado porque pegar está quieto, só pega em livros para os mudar de sítio...), espero por isso por uma segunda temporada, até porque esta termina com um cliffhanger daqueles de deixar uma pessoa à beira de um ataque de nervos, e que desta feita tenha mais episódios. :)

10 comentários:

Ana C. Nunes disse...

O teu irmão faz-me lembrar o meu. É tal e qual! :)

Já tinha ouvido falar desta série, mas não sabia que a RTP2 tinha passado. Pena. Ainda assim fiquei curiosa.

Cat SaDiablo disse...

O oliveira do fórum Bang já me falou muito bem dessa série. Tanto que acabei por a "adquirir", mas não cheguei a ver os 3 episódios. Tenho de arranjar um tempinho para isso.

Silent Raven disse...

Eu ainda só li alguns dos contos (e o A Study in Scarlet, esta semana), mas deu para perceber que, se há coisa em que a série é bastante fiel, é na personalidade do Sherlock. Adorei ver que o detalhe da aversão dele à teoria heliocêntrica vem mesmo dos livros.
E adorei a série. Acho que o Benedict Cumberbatch está perfeito para a personagem. E aquele final... Quero mais! :)

WhiteLady3 disse...

Eu só posso aconselhar a série! As tiradas do Sherlock são geniais desde "és estúpido... mas não te preocupes quase toda a gente o é" até "pare de pensar, é aborrecido!"

Silent, a sério? Nos livros ele não sabe mesmo que a terra gira à volta do sol? LOL Eu tenho a colecção que saiu com um jornal há pouco tempo. Enquanto via a série pensei "tenho de os ler"...

Já agora, o primeiro episódio é fiel ao livro? É que fiquei mesmo curiosa para saber até que ponto a adaptação segue os enredos originais. :/

Silent Raven disse...

A sério! (Espantoso, não é?) Isso é explicado no início do A Study in Scarlet, em que ele diz que esse conhecimento não lhe interessa, porque é irrelevante para o seu trabalho. E quando o Watson lhe diz que a terra gira à volta do Sol, ele responde algo como "vou tentar esquecer essa informação o mais rápido possível". Daí que tenha achado delicioso esse detalhe na série. :) Aliás, peguei no livro por causa disso. :)

Quanto ao enredo, não me parece que coincida directamente com os contos (com os que li, pelo menos), mas que mistura elementos de vários. Por exemplo, os planos do Bruce-Partington, que aparecem no último episódio (se não estou a confundir) são a base e dão título a um dos contos que ainda não li.

WhiteLady3 disse...

Sim, no último episódio há uns planos do governo que desaparecem e o Mycroft chateia o Watson para ver se convence o Sherlock a investigar.

Esperava que fossem adaptações mais fiéis, mas mesmo assim não está mal, até porque não deve ser fácil conseguir transpôr os crimes do séc. XIX para o XXI e fazerem sentido mesmo assim. Para além de que a 3 episódios por série, iriam demorar imenso tempo a adaptar todos os contos. :)

Ana Luisa Alves disse...

O Moriarty é o eterno inimigo do Sherlock Holmes.
Também vi esta série pela primeira vez no domingo passado. Gostei bastante.

dezmat disse...

Sendo um enorme apreciador de Sherlock Holmes, na pessoa de Jeremy Brett (BBC, anos 80), fiquei muito agradado com estas novas adaptações das histórias de Sir Arthur Conan Doyle. Só é pena que tenha durado tão pouco. Espero que novos episódios surjam e que a RTP continue a dar-nos oportunidade de deles disfrutar.

addle disse...

Eu adoro esta série! É pena que a 3ª temporada só comece a ser gravada para o ano :(

WhiteLady3 disse...

É por uma boa razão! O Sherlock e o Watson andaram a viver aventuras na Terra Média! xD

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...