4 de outubro de 2009

Anna Karenina (1997)

Informação técnica no IMDb.

Director: Bernard Rose
Escritores: Bernard Rose (adaptação), Leo Tolstoy (obra original)
Actores: Sophie Marceau, Sean Bean, Alfred Molina
Nota: 4/5

Finalmente consegui ver este filme! Digo finalmente porque já há muito que o queria ver e infelizmente ou não havia na biblioteca ou, ao fazer zapping, apanhava sempre o filme a meio, o que nunca é agradável. E diga-se que 10 anos a apanhar o filme a meio, é obra, parecia destinada a não conseguir vê-lo. Mas está visto e agora mal posso esperar para ler o livro, que imagino seja ainda melhor.

A história, que começa em 1880, é contada por Konstantin “Kostya” Levin, que fala dos seus problemas existenciais e da sua tentativa para descobrir o amor, busca partilhada por Anna Karenina, casada com um rico aristocrata mais velho que ela, e cuja vida é dedicada ao seu filho. Ao chegar a Moscovo, esta conhece o Conde Vronsky, que até aí tinha as suas atenções viradas para a princesa “Kitty” Shcherbatsky, também alvo do coração de Levin e que o havia rejeitado por causa de Vronsky, e a vida de ambos muda radicalmente.

O filme mostra então a coragem de uma mulher que, por amor, se desgraça perante a sociedade e chega mesmo a abandonar a sua família. No entanto, a sua vida idílica junto do homem que ama também não dura para sempre, e o remorso de ter deixado o seu filho para trás assim como os ciúmes em relação a Vronsky, levam Anna ao vício de opiáceos e a um final trágico. Por outro lado, Levin encontra resposta para as suas questões e felicidade junto de quem ama.

Gostei bastante do filme, nomeadamente da interpretação de Alfred Molina. Já o mesmo não posso dizer de Sophie Marceau, a quem parecia faltar algo, nomeadamente parece faltar chama no relacionamento com Sean Bean, que não deixa de cumprir bem o seu papel ( :D ). A banda sonora é belíssima, ou não tivesse música de Tchaikovsky, assim como as roupas e, sobretudo, os palácios. São realmente lindíssimos.

Um filme bom e que deixa antever o que o livro nos pode oferecer.

Filme visto no âmbito do Period Drama Challenge do Lights, Camera... History! inserido no tema Victorian Mist.

8 comentários:

Jojo disse...

Olá!
Deixei-te um selo lá no meu blog!

Eu também já vi este filme. Adorei-o. A banda sonora é fabulosa...
Agora quero ler o livro.

boa semana*

Paula disse...

Li "Anna Karenina" há alguns anos e o livro é muito mais rico que o filme (também vi).
A diferença é que no livro, a meu ver, Anna e Levine assumem os dois o papel de personagens principais. Anna com o seu amor e a sua luta e Levine com um papel importantíssimo que nos dá a conhecer a Russia da altura. Um livro, sem dúvida inesquecível!
Um abraço.

Tinkerbell disse...

quero mt ler o livro e nunca vi o filme, adoro ost como memórias de uma geisha e por aí, tenho de pesquisar a deste filme :D

WhiteLady3 disse...

Jojo obrigada! ;)

Paula, por acaso a personagem do Levin surpreendeu-me, não estava à espera de uma personagem assim. Pensei que a história fosse contada ou focasse apenas Anna, mas foi uma boa surpresa. De facto, tenho mais curiosidade em ler o livro, agora, para seguir a história de Levin, do que propriamente o adultério de Anna.

Tinkerbell, esta banda sonora tem a valsa do Lago dos Cisnes, só por isso já é magnífica. :) Podes ouvi-la aqui.

Silent Raven disse...

E lá me deixaste com vontade de ir ler o livro (que já está há espera há muuuito tempo)...

Ah, e já me esquecia... Tens um selo no meu blog. :)

Diana Barbosa disse...

Tens um selinho para ti no Refúgio dos Livros :D

Homem do Leme disse...

Olá,

o livro é "simplesmente genial". Li há uns anos e adorei. O que estás a ler também já li e gostei muito.

Boas Leituras

Diana disse...

Eu uma vez apanhei-o na televisão e escolhi, deliberadamente, não vê-lo, porque ainda não tinha lido o livro!
Estou a juntar uns trocados porque este é para comprar em português para a minha mãe também, que adora a história :)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...