3 de junho de 2008

Feira do Livro e últimas aquisições

Devo dizer que não era minha intenção, este ano, visitar a 78ª Feira do Livro de Lisboa mas planos mudam e lá fui eu. E ainda bem que o fiz.

Com toda a polémica que se gerou este ano, não esperava uma grande feira. De facto, parece que de ano para ano ela vai ficando mais pequena. Se antes ocupava todo o Parque Eduardo VII, toda aquela encosta, este ano parece ocupar pouco mais de metade. No entanto adorei a feira deste ano, como há muito não o fazia.

Apesar de haver muitos livros ao mesmo preço que se encontram nas livrarias, houve stands que me surpreenderam bastante pelas promoções que dispunham. No stand da Saída de Emergência tinham uma promoção 2=3, há semelhança do que se passa no site; a Europa-América tinha uma promoção semelhante, na compra de 3 ofereciam o livro com custo mais baixo; o stand da Planeta Editora tinha livros a preços como 5€ ou mesmo 2€. Infelizmente o dinheiro não era muito, pelo que saí da Feira apenas com o primeiro e segundo volumes das Crónicas de Gelo e Fogo (já que as cópias que li me haviam sido emprestadas) e com o primeiro volume da trilogia Joías Negras de Anne Bishop.


O ponto negativo foi mesmo o stand do grupo Leya. Apesar de as barracas se destacarem, afinal vermelho é uma cor que se destaca, parecem contentores e a oferta não é assim tanta como isso. Passei no meio daquela "praça" só por passar, pois subir degraus e não chegar a ver livros (ou ver livros que já estamos fartos de ver e que não puxam um leitor) não atrai por aí além. Além disso ser olhada de alto a baixo, por estar a comentar a falta de oferta (a Gailivro só tinha livros da Stephanie Meyer e Eragon, será que são os únicos livros que essa editora publica?) ou a disposição da praça, também não ajuda.

Sou capaz de voltar à feira, nem que seja pelas queijadas, que não cheguei a comer porque certas pessoas são invejosas... :P

Já fora da feira adquiri, via BookMooch, Uglies da autoria de Scott Westerfeld e que constitui o primeiro volume de uma trilogia, que partilha o nome deste livro. Também já possuo o terceiro volume, só falta o segundo.

9 comentários:

Canochinha disse...

Quanto ao George R.R. Martin, não há muito a acrescentar... Já no que diz respeito à trilogia da Anne Bishop, da qual compraste o primeiro livro, devo dizer que adorei. É um mundo que primeiro se estranha e depois entranha-se. Tem um leque de personagens genial e um estilo dark fantasy completamente viciante. Acho que vais gostar :)

WhiteLady3 disse...

Eu percebi logo que tinha feito 'asneira' ao comprar o primeiro volume de uma trilogia que "conquistou os fãs de juliet Marillier". Disse logo a uma amiga "A minha carteira não vai gostar disto!" :P

Canochinha disse...

A minha opinião é que se gostas de uma é muito provável que gostes da outra. Mas não por ser propriamente semelhante, porque não é... acho que é mais pela predisposição para este tipo de histórias. Para ser sincera, acho-as bastante diferentes, até, em termos de história e de escrita. A Anne Bishop é mais directa, mais crua e também muito mais cómica em várias partes. Olha... lê e depois logo me dás a tua opinião ;)

Poison Ivy disse...

Olá, WhiteLady. Vi q te registaste no fórum da Bang. E agora li q adquiriste o 1º volume das Jóias Negras. Sou a moderadora do (sub)fórum da Anne Bishop, pelo q aguardo os teus comentários. Boas leituras!

WhiteLady3 disse...

Com certeza que comentarei assim que o ler. ;)

Francisco Norega disse...

Boas WhiteLady!

Estive a passar os olhos pelo teu blog, desde o início e confesso que, com uma variedade de leituras tão grande, dás precisamente aos livros que eu li e adorei as piores notas (Pullman, Grossman, ...).

Mas já que gostas de coisas originais (e nomeadamente dentro do género do fantástico), aconselho-te a dares uma olhadela à antologia "Por Universos Nunca Dantes Navegados", absolutamente fantástica e excepcionalmente à venda na banca da Saída de Emergência (é uma antologia de fantasia/fc de autores portugueses e brasileiros editada em print-on-demmand, mas não por isso de menor qualidade).
Para mais pormenores vê http://anagrama-anarquico.blogspot.com/2008/05/yeshi-or.html (mais propriamente a parte final).

WhiteLady3 disse...

Pullman até foi interessante, mas acho que já li melhor do que os Mundos Paralelos. No entanto, tenho curiosidade em ler outras coisas dele. Grossman é que foi mesmo, para mim, uma perda de tempo. Ele até diz, a meio do livro, que o pergaminho não arde! O_o

Parece interessante. Não se pode dizer que conheça muita fantasia (e fc nem se fala, penso que nunca li nada que possa ser considerado fc) portuguesa. O único que li, A Manopla de Karasthan do Filipe Faria, não se pode dizer que me tenha cativado. Pelo contrário... Mas talvez dê uma vista de olhos a essa antologia. É só pedir as senhoras da banca? Não me lembro de o ver exposto.

Francisco Norega disse...

Penso que sim. E isto não é comparável a Filipe Faria! Eu pessoalmente gostei muito mais da antologia, mas são géneros completamente diferentes. Na antologia não encontras fantasia épica, pelo contrário, o que há mais são contos de ficção cientifica (por vezes com elementos do fantástico) e um certo mainstream, para além de um interessante conto surreal onde a personagem principal interage com o narrador.

Não te vais arrepender. Está à venda por apenas 13.5€ ;-)

Francisco Norega disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...