17 de agosto de 2009

Pride and Prejudice and Zombies

Autor: Seth Grahame-Smith e Jane Austen
Género: Romance
Editora: Quirk Books | Nº de páginas: 320
Nota: 3/5

Resumo (da capa):
"It is a truth universally acknowledged that a zombie in possession of brains must be in want of more brains."
So begins Pride and Prejudice and Zombies, an expanded edition of the beloved Jane Austen novel featuring all-new scenes of bone-crunching zombie mayhem. As our story opens, a mysterious plague has fallen upon the quiet English village of Meryton—and the dead are returning to life! Feisty heroine Elizabeth Bennet is determined to wipe out the zombie menace, but she’s soon distracted by the arrival of the haughty and arrogant Mr. Darcy. What ensues is a delightful comedy of manners with plenty of civilized sparring between the two young lovers—and even more violent sparring on the blood-soaked battlefield. Can Elizabeth vanquish the spawn of Satan? And overcome the social prejudices of the class-conscious landed gentry? Complete with romance, heartbreak, swordfights, cannibalism and thousands of rotting corpses, Pride and Prejudice and Zombies transforms a masterpiece of world literature into something you’d actually want to read.

Opinião: Desde que ouvi que este livro ia ser lançado, que tenho esperado ansiosamente para meter-lhe as minhas mãos em cima. Que dizer? Como o título sugere é Orgulho e Preconceito… com zombies! Tenho me queixado, ultimamente, de ler livros sem muita acção, sem tripas pelo ar. Pois bem, este teve e só é pena não ter mais. :P

Quase todo o livro é, palavra por palavra, a obra de Austen que conhecemos e adoramos, apenas com zombies e alguns confrontos aqui e ali. Se a princípio isto parece forçado, nota-se que com o desenvolver da história, as cenas alteradas por Seth Grahame-Smith começam a fluir melhor e a mesclar-se com a história original, mas é quase impossível deixar de notar que existem dois diferentes estilos de escrita. Vá lá, por muito que se tente, não são todos aqueles que conseguem tornar os diálogos tão interessantes como Austen, ela sim, como dizem os anglo-saxónicos, “has a way with words”. Mas como disse, os dois estilos vão-se fundindo e acaba por ser uma leitura divertida.

Gostei das personagens, nomeadamente gostei de ver a Elizabeth querer espetar uma adaga e decapitar, por diversas vezes, o Mr. Darcy. Tornou-se numa personagem com quem me pude identificar em diversas situações. Também gostei das alterações feitas a Charlotte, explicando de maneira bem mais interessante o porquê do seu enlace, e a Lady Catherine, que se torna num ícone lendário para todas as jovens que desejam passar o resto das suas vidas a aniquilar zombies. :D Também gostei de como o orgulho e preconceito se estenderam aos diferentes ensinos de artes marciais, sendo as irmãs Bennet treinadas na China, e por isso mal vistas, nomeadamente por Lady Catherine, que valoriza sobretudo o ensino das artes marciais japonesas. Só tive pena de não ler mais sobre os zombies e do porquê de tal praga ter chegado a Inglaterra, cerca de 55 anos antes do período em que a história decorre.

Não digo que seja um clássico da literatura mundial, apesar de cerca de 80% corresponder de facto a um clássico da literatura mundial, mas é um excelente livro para aqueles que gostam de romance com um bocadito de gore, e para quem pretende um tipo de literatura que não se leva muito a sério. Já agora, as ilustrações que acompanham o livro são fantásticas. :D

4 comentários:

Silent Raven disse...

Já estava curiosa acerca do resultado de misturar Jane Austen e zombies... Agora fiquei mais curiosa ainda! Mas antes ainda tenho de ler o Orgulho e Preconceito (sem zombies).

WhiteLady3 disse...

Aconselho ambos! O original é bem bom, ainda que não seja o meu livro favorito da autora, e os zombies também acrescentam algo à história. lol

Aline A Batistuti disse...

White Lady,
depois de teu post fica confirmado a futura compra, ja havia comentado sobre o livro, mas agora eu o lerei!

beijos

Jacqueline' disse...

Depois de Persuasão, fiquei com vontade de ler Orgulho e Preconceito sem zombies, mas confesso que agora tenho também vontade de o ler com zombies!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...